50 Tons de Cinza Livros

50 Tons de Cinza, DE E. L. JAMES.

10:43Isabela Lapa


Sinopse:

“Quando Anastasia Steele entrevista o jovem empresário Christian Grey, descobre nele um homem atraente, brilhante e profundamente dominador. Ingênua e inocente, Ana se surpreende ao perceber que, a despeito da enigmática reserva de Grey, está desesperadamente atraída por ele. Incapaz de resistir à beleza discreta, à timidez e ao espírito independente de Ana, Grey admite que também a deseja – mas em seus próprios termos. Chocada e ao mesmo tempo seduzida pelas estranhas preferências de Grey, Ana hesita. Por trás da fachada de sucesso – os negócios multinacionais, a vasta fortuna, a amada família -, Grey é um homem atormentado por demônios do passado e consumido pela necessidade de controle. Quando eles embarcam num apaixonado e sensual caso de amor, Ana não só descobre mais sobre seus próprios desejos, como também sobre os segredos obscuros que Grey tenta manter escondidos.” 


Nossas impressões:

O livro é, na verdade, a história de uma Ana, uma jovem imatura, insegura e complexada que se encanta por Grey, um homem rico, poderoso, charmoso e lindo. Em razão de todos esses atributos e pelo fato de Ana se sentir tão inferior, ela aceita tudo a que é submetida, uma vez que pensa ser incapaz de se envolver com alguém melhor que Grey. 

Adepto do BDSM (Bondage, Disciplina, Dominação, Submissão, Sadismo e Masoquismo), Grey coloca Ana em situações que para ela são constrangedoras, tendo em vista que ela não compartilha das preferências sexuais de seu amado. 

Mas o grande problema do livro, a nosso ver, vai além do fato das relações sexuais entre eles serem descritas nos mínimos detalhes e ocuparem mais da metade das páginas do livro. Ele reside no fato de que Ana abre mão de tudo que acredita e espera de uma relação amorosa, para ter uma relação onde é a submissa e ele o dominante, conforme termos que seriam previamente estabelecidos entre eles. 

Além dessa questão, a linguagem é pobre e a história cansativa. Se divide em diálogos de Ana com o “irresistível e misterioso” Grey, os pensamentos infantis e imaturos dela, e as intermináveis narrativas da vida sexual do casal, o que não permite que a história se desenrole. 

Isso sem contar que a autora não explica nada acerca do BDSM e ainda utiliza um famoso clichê para justificar os fetiches por dominação de Grey: ele é assim porque sofreu um trauma na infância e como é lindo, rico, inteligente e “traumatizado” é normal que ele tenha fetiche por dominação, portanto, devemos aceitá-lo como é. 

Outro problema de 50 Tons de Cinza encontra-se na tentativa da autora em transformar um romance “água com açúcar” em um romance erótico revolucionário. Apesar das cenas apimentadas, a autora fez questão de deixar claro que no final de tudo quem “deve” vencer mesmo é o amor. 

No intuito de exemplificar, listamos as maiores incoerências que encontramos no livro: 

- Ana é uma jovem de vinte e um anos, ingênua, insegura e que consegue tirar de letra todas as situações em que Grey a coloca, apesar de sua total inexperiência em relacionamentos. 

-Estranhamente, a UNIVERSITÁRIA (que tem uma família financeiramente estável) não tem sequer um computador. Talvez isto seja uma tentativa da autora de demonstrar que Ana não se importa com bens materiais, o que não convence já que a protagonista se mostra extremamente deslumbrada com o passeio de helicóptero e os outros hobbys caros de Christian Grey. 

- A autora frisa inúmeras vezes que Ana é uma garota inocente, sem qualquer atrativo especial, mas que mesmo assim chamou a atenção do belo, jovem e perfeito milionário com seu comportamento desastrado. O objetivo, sem dúvida, é criar nas mulheres em geral a ideia de que sim, elas podem encontrar um grande amor e um milionário. 

- Ana não gosta das situações às quais é submetida, mas se esforça incansavelmente para conquistar o amor de Grey e acredita que o fará por meio do sexo. Assim, aceita tudo que ele impõe e abre mão de seus pensamentos e sua independência. 

- Em algumas passagens a autora tentou criar a impressão de que Ana tem uma personalidade forte, o que não emplaca. 

- Grey é o estereótipo do homem perfeito: lindo, charmoso, refinado, rico, só quer se relacionar com uma mulher, construiu um império sem a ajuda dos pais e sim, tem apenas 28 anos. Todas as atitudes dele na relação com Ana são aceitas, afinal, ele é único, incomparável e coitado, sofreu um trauma na infância! Clichê maior não há. 

-A livro traz algumas repetições que tornam a leitura cansativa, como a “deusa interior” mencionada por Anastasia o tempo todo. 

- Ana, (a mesma que não gosta de beijos e envolvimentos e que fica vermelha por qualquer coisa) perde a virgindade com Grey da forma mais irreal possível. Pra ela, foi um momento maravilhoso, sem nenhum constrangimento (isso porque ela nunca havia sequer namorado, era tímida e mal conhecia Grey). 

- A narrativa sexual é obvia demais e não permite que o leitor imagine ou fique ansioso com o que pode ou não acontecer. 

O jornal HOJE EM DIA deu o seguinte título à sua matéria sobre o livro: 50 entediantes tons de cinza e um sucesso inexplicável. E sim, é exatamente o que pensamos sobre o livro! Um grande tédio. E é por isso que paramos no primeiro e não, não vamos continuar. 

Acreditamos que um dos maiores motivos do sucesso do livro é o fato de que no mundo de hoje as pessoas tem vergonha de mostrar que não gostam de qualquer coisa relacionada ao assunto sexo. É como se assumissem que são caretas! O que não tem a menor relação. 

Bom, essa é nossa opinião e resolvemos compartilhá-la com vocês em razão do grande alvoroço causado pelo livro. Quem quiser participar e opinar, inclusive discordar fique a vontade! O campo “comentários” está aberto a todos e a idéia do blog é essa: saber o que todos pensam.






You Might Also Like

2 comentários

  1. O livro é um grande sucesso de marketing.

    Sabe o lance de vender areia no deserto e gelo para esquimó?

    É isso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo Rômulo!

      Abraços, Isabela.

      Excluir

Obrigada por participar do nosso Universo! Seja sempre muito bem vindo...

Acompanhe nosso Twitter

Formulário de contato