Crítica Editora Intrínseca

O Segredo do Meu Marido, de Liane Moriarty

00:00Universo dos Leitores


“Nenhum de nós conhece os possíveis cursos que nossas vidas poderiam ter tomado. E provavelmente é melhor assim. Alguns segredos devem ficar guardados para sempre. Pergunte a Pandora.”

Três vidas, três famílias e três caminhos ligados por um segredo, um grave segredo. Essa é a premissa desse livro que vai te fisgar do início ao fim. Superando todas as minhas expectativas e confirmando aquela regra “não julgue um livro pelo título”, essa foi uma das leituras surpreendentes do ano. Sem dúvida, um livro que me deixou completamente engasgada quando chegou ao final e que me mostrou que a vida, por vezes, nos prega boas peças. Estou até agora refletindo: são peças do destino, ou apenas conseqüências das nossas escolhas? 
Com uma narrativa envolvente, repleta de detalhes que nos aproximam dos personagens tornando-os extremamente cativantes e palpáveis, a escritora Liane Moriarty nos apresenta as famílias de Cecilia Fitzpatrick, Tess O’Leary e Rachel Crowley.

Cecilia Fitzpatrick é uma mulher perfeccionista, bem sucedida, que vive para o marido e para as suas três filhas. Certo dia, enquanto procurava um objeto para uma das filhas no sótão da sua casa, ela encontrou uma carta do marido, com a seguinte informação: “Para minha esposa Cecilia Fitzpatrick. Para ser aberta apenas na ocasião da minha morte.” Inicialmente, ficou decicida a não abrir a carta e a respeitar o marido, contudo, a curiosidade foi mais forte, superou a sua racionalidade e a sua confiança, fazendo cm que ela abrisse o envelope. A informação contida na carta, de tão grave e chocante, mudou a sua rotina, influenciou na sua relação com o marido amável e pai perfeito, e transformou a sua vida em um completo caos. 
Tess O’Leary, é uma mulher forte e determinada, casada com Will e mãe de Liam. Ao lado do marido e da prima Felicity, ela gerencia uma empresa de marketing que está crescendo de forma surpreendente e leva uma vida agitada e feliz. Contudo, toda a sua estrutura familiar se desmorona quando ela descobre que as pessoas que ela mais confia no mundo estão lhe traindo. Sim, Will e Felicity estão completamente apaixonados e querem viver esse amor. Diante dessa informação chocante, ela sai de casa com o filho e volta a viver com a mãe na sua cidade natal, momento em que reencontra pessoas do passado e vivencia novas experiências. 

Rachel Crowley, por sua vez, é uma senhora viúva, que trabalha em uma escola e teve sua vida divida em duas fases: uma antes e uma depois da morte de Janie, uma das suas filhas, que foi assassinada no ano de 1984, com apenas 17 anos de idade e o crime nunca foi desvendado. Infeliz com o procedimento da polícia e com a falta de resposta, ela passou a vida suspeitando de um dos professores do colégio em que trabalha e essa suspeita se tornou ainda mais forte quando ela encontrou um vídeo com uma gravação do momento em que Janie rompeu o namoro com o tal professor. 

“Há tantos segredos em nossa vida que nunca conheceremos.”
Essas três mulheres, marcadas por acontecimentos trágicos e inesperados, ao mesmo tempo em que não possuem relação entre si, estão completamente ligadas. Suas histórias, narradas por meio de capítulos alternados, se unem de forma surpreendente, nos conduzindo a um emaranhado de segredos, mistérios e arrependimentos. 

Este é um livro emocionante, um verdadeiro drama sobre a vida com os seus imprevistos, suas dificuldades as inúmeras decisões que precisamos tomar (algumas vezes por nós, outras pelos que amamos). Até que ponto podemos ser considerados culpados ou inocentes? Qual o peso do amor sobre as nossas decisões? O que é justo ou injusto?
Com um final surpreendente e arrebatador, você certamente passará dias e dias refletindo sobre o peso das escolhas e a conseqüência que cada um dos seus atos ou omissões pode ter no seu futuro. 

Vale a pena conferir! 

Ah, para saber mais, visite o Nuvem Literária e o A Culpa é do Visconde, afinal, foram eles que me incentivaram a ler esse livro. 




Gostou? Compre aqui: Submarino ou Saraiva.

You Might Also Like

0 comentários

Obrigada por participar do nosso Universo! Seja sempre muito bem vindo...

Acompanhe nosso Twitter

Formulário de contato