A Dama das Camélias Alexandre Dumas

A Dama das Camélias, de Alexandre Dumas, em uma adaptação de Walcyr Carrasco

00:05Universo dos Leitores

Hoje tem resenha especial: mais um livro encantador, que integra a Coleção Clássicos Universais, da Editora Moderna, e conta com a adaptação cuidadosa de ninguém menos que Walcyr Carrasco.

A Dama das Camélias, um clássico da literatura mundial escrito por Alexandre Dumas e publicado na França no ano de 1848, narra a história de um homem e uma mulher que se conhecem de forma inusitada e, apesar de todas as diferenças e dificuldades, acabam se apaixonando verdadeira e intensamente. 

Marguerite é uma mulher deslumbrante, que adora viver de luxo e, para isso, mantém relações com diversos homens ricos da alta sociedade. Armand, por sua vez, ainda é jovem, sem tantos recursos e com uma vida inteira pela frente. 
Depois de várias tentativas e muita insistência, Armand consegue passar alguns momentos que Marguerite e declarar todo o seu amor. Apesar de resistente, ela aceita manter um relacionamento com ele, mas impõe diversas regras e limites, para que possa continuar se encontrando com os homens da alta sociedade e mantendo os seus luxos.

"Nós, homens, somos assim: a imaginação empresta poesia aos sentidos. Ou seja: seria capaz de morrer por ela. Mas, se me disserem que, pagando o preço, eu poderia me tornar seu amante, teria me recusado."

Contudo, após alguns meses nessa situação ela percebe que o seu sentimento por Armand é verdadeiro e decide abrir mão dos luxos para viver o grande amor. Nesse momento, os problemas começam a surgir. A sociedade preconceituosa começou a comentar, o pai de Armand interfere, o rapaz faz várias dívidas, e o casal passa por muitas dificuldades que impedem a continuidade do relacionamento e da felicidade.

"Não conseguia explicar o que se passava comigo. Eu admirava Margueritte. Quanto mais a via, mais me encantava. Era linda. Sua magreza era graciosa. Mostrava desinteresse ao recusar um rapaz rico, disposto a se arruinar por ela. A meus olhos, essa atitude a desculpava de sua vida duvidosa. Ainda possuía um traço de conduta!. Fiquei calado."
Com a linguagem leve, direta e simples, a adaptação é encantadora e fala sobre o amor com tanta delicadeza, que não tem como não passar todas as páginas torcendo pelo casal e, ao mesmo tempo, refletindo sobre a sociedade que, desde sempre, impõe regas e valores, mas que nunca questiona o que as pessoas realmente querem ou precisam.

Um romance lindo, sincero, arrebatador e com um final triste, mas realista. Um livro para se emocionar e se apaixonar.

Sem dúvida um clássico, que merece ser lido e lembrado. Vale a pena conferir e apresentar aos jovens leitores. 
Confira outras resenhas da Coleção aqui.

Gostou? Compre aqui: Saraiva ou Cultura.


You Might Also Like

0 comentários

Obrigada por participar do nosso Universo! Seja sempre muito bem vindo...

Acompanhe nosso Twitter

Formulário de contato