Alfaguara Crítica

Outros Cantos, de Maria Valéria Rezende

00:00Isabela Lapa

Quando a Maria Valéria Rezende venceu o Jabuti 2015 eu já havia escutado vários elogios sobre os livros dela e o interessante é que todos eles destacavam a escrita diferenciada e sensível da autora. 

Os comentários me deixaram ansiosa e curiosa, porque eu adoro conhecer os destaques do cenário literário nacional. Agora que já li o primeiro livro dela, posso dizer com toda certeza que foi uma grande e maravilhosa surpresa! Adianto: eu recomendo! 

Outros Cantos é um livro intenso e repleto de reflexões, que conta a vida e as memórias de Maria, uma mulher forte e determinada, que dedicou parte do seu tempo à educação e à alfabetização de jovens. Na época da ditadura ela foi para Olhos D'água, um Município simples e pequeno no Nordeste, onde conheceu várias pessoas, fez amigos, ensinou muito e aprendeu mais ainda. 

"Encontrei o ofício e família naquele canto escondido. Podia ficar, preenchida de estranha euforia, e subitamente livre de uma espécie de cegueira frente ao desconhecido, comecei a ver cada um, cada coisa, cada movimento na sua unidade e seu sentido. Pelas mãos de Fátima cheguei ali de verdade." 
Com uma experiência de vida rica e uma trajetória bonita, ela revive vários fatos marcantes e descreve os acontecimentos relacionados às pessoas que cruzaram o seu caminho, destacando a simplicidade e a humildade de cada uma delas e mostrando o quanto conseguiu amadurecer e se tornar uma pessoa melhor com essa experiência. 

É belo poder compreender o quanto um cinema ou um simples lápis de colorir pode mudar a vida de alguém, e é incrível descobrir que mesmo sem nenhum recurso ou nenhuma perspectiva é possível ser feliz. Ao mesmo tempo, é triste perceber o quanto a ditadura oprimiu e gerou transtornos para tantas e tantas pessoas.

"O vereador não dava sinal de vida. O trabalho que me tinha sido oferecido era de manter uma turma do Mobral. Até então, porém, nem contrato, nem material ou local de trabalho e, pior, nem a modestíssima ajuda de custo prometida. O pretexto para minha presença naquele lugar começava a perder consistência, o que não parecia ser um problema para o povo, eu já era parte deles, quase natural. Mas havia o Dono, seus prepostos e sabe Deus quem mais por trás deles, a indagar, talvez, quem era e o que viera ali fazer aquela mulher assim tão diferente e solta no mundo."
Esse sem dúvida é um livro humano, com uma narrativa poética e gostosa, que nos leva, ao lado de Maria, a uma grande viagem no tempo. Um livro que merece ser lido com calma e com o coração aberto, e que mostra que é possível mudar o mundo, basta, talvez, um pouco de amor.

Leitura indicada! Pretendo conhecer outros títulos da escritora e falar por aqui!






You Might Also Like

0 comentários

Obrigada por participar do nosso Universo! Seja sempre muito bem vindo...

Mais Lidos

Acompanhe nosso Twitter

Formulário de contato