Editora Galera Record Especial Fernando Sabino

ESPECIAL FERNANDO SABINO: O Encontro Marcado

10:42Isabela Lapa

"Ele faria da queda um passo de dança.
do medo uma escada, do sono uma ponte,
da procura um encontro".

A frase anunciada na capa do livro resume de forma poética o que vamos encontrar: tropeços, tentativas, vitórias, fracassos e uma busca interminável pelo auto-conhecimento e pelo sentido da vida. Um livro de fortes reflexões e de grandes emoções. 

Escrito no ano de 1956, este foi o primeiro romance de Fernando Sabino e sem dúvida um dos mais marcantes da sua carreira. A história narra a trajetória de Eduardo Marciano desde a sua transição da infância para a juventude até a passagem desta para a vida adulta. Somos apresentados a um garoto inteligente e arteiro, que  desde cedo descobre o talento para a escrita e a pressa de viver, mas que passa a vida em busca do auto-conhecimento e de respostas difíceis de serem encontradas.

Com caminho marcado por fortes amizades, muita bebida, relacionamentos sem sucesso, perdas, dores e descobertas, a sua busca é intensa e insistente, o que lhe conduz a muitas quedas e a fortes desafios. 

Como destaque na história posso citar o segundo capítulo, em que Eduardo se reúne com os amigos Hugo e Mauro em um bar e começam a falar o que pensam sobre si mesmos e sobre os outros. Nessa passagem fica perceptível a importância do auto-conhecimento e o quanto essa busca pode ser dolorida e deprimente. 

A maior parte dos acontecimentos é apresentada de forma cronológica, no entanto, algumas passagens remetem a lembranças do passado ou adiantam acontecimentos futuros, o que mostra a proximidade entre o narrador e o personagem. Essa relação entre eles torna tudo mais intenso e faz com que a leitura fique extremamente agradável e contagiante. 

Passagens interessantes:

"(...) Nostalgia daquilo que a gente não é, dos lugares onde não esteve, das coisas que não chegou a fazer. Se você não tiver isso, se um dia se sentir satisfeito, pode ter certeza que não é mais escritor." 

"(...) Era querer demais que o aceitassem num momento daqueles. Continuou a andar pela rua, agora a caminhode um bar. Foi buscar gelo e saiu tosquiado."

"A música também é silêncio. Bach sabia disso, Mozart também. Beethoven só soube quanto ficou surdo. O ar não é silencioso? O vento não faz barulho? E que é o vento senão ar? A música é silêncio em movimento."

Destaque:

- Eduardo é o alter ego de Sabino e alguns personagens da história representam pessoas que participaram da vida do escritor. Os amigos de adolescência, Mauro e Hugo, representam Hélio Pellegrino e Otto Lara Resende. Antonieta, esposa de Eduardo, é Helena Valladares. Toledo, um importante personagem na trajetória de escritor do personagem, corresponde a Guilhermino César.
Fernando Sabino


                                              

You Might Also Like

0 comentários

Acompanhe nosso Twitter

Formulário de contato