Dicas Música

As 10 músicas que não podem faltar na minha playlist!

00:30Universo dos Leitores

Como eu disse na minha resenha De A-ha a U2, de Zeca Camargo, eu não consigo definir quantas são minhas músicas ou meus artistas favoritos. Penso que tenho algo em torno de 150 músicas favoritas, aquelas que estão sempre já pré-gravadas no meu MP4. Dentre essas 150 músicas, tenho discos completos entre os “the best”. 


Selecionar 10 das minhas canções épicas e sempre presentes na minha playlist foi um dos trabalhos mais difíceis que me propus fazer, mas espero que gostem das minhas escolhas, e faço questão de voltar aqui com outros clássicos do rock que não podemos viver sem ouvir... 

1º ‘Layla’ de Eric Clapton: 
                                              
Na minha humilde opinião não existe uma música com um nome mais lindo que esse (pausa para a risada). Mas vamos pensar em “Laila”, ops, “Layla” sem tomar partido pelo nome ou cantor. Para isso, basta você colocar o vinil na vitrola, apagar as luzes, dar play e sentir a canção. No primeiro acorde tenho certeza que sua alma irá arrepiar. Não é preciso compreender a letra que está em uma língua estrangeira, para saber que é amor da primeira palavra ao último acorde da guitarra do Deus bluesman Eric Clapton. 

A canção foi gravada em 1970 pela banda de blues rock “Derek and the Dominos”, onde Clapton era guitarrista e vocalista. Ela é considerada uma das canções românticas definitivas do rock, e foi classificada na 27º posição da lista "500 Melhores Canções de Todos os Tempos", divulgada em 2004 pela revista ‘Rolling Stone’. 

Composta por Eric Clapton e Jim Gordon, “Layla” é inspirada no amor não correspondido de Eric por Pattie Boyd, ex- modelo e na época esposa do Beatle George Harrison. A versão acústica venceu o Grammy de "Melhor Canção de Rock" em 1993. 

2º “Simple Man” de Lynyrd Skynyrd: 
Lynyrd Skynyrd é uma banda de rock americana que conquistou os Estados Unidos em 1973. Infelizmente foi depois de um acidente aéreo ocorrido em 1977 que a banda ficou conhecida no mundo. Eu sou super fã dos Lynyrd’s, músicas incríveis, com melodias memoráveis. E é uma dessas canções que me conquista a cada play. 

Estou falando de "Simple Man", a última faixa do lado A do álbum de estreia intitulado “Lynyrd Skynyrd 's”. Escrita por Ronnie Van Zant e Gary Rossington, foi gravada em 1973 e é a canção mais popular da banda, ultrapassando outras duas queridinhas da jornalista que vos escreve, a deliciosa "Sweet Home Alabama" e "Free Bird". Se você ama música boa eu recomendo que ouça ao menos uma vez na vida um dos álbuns dessa banda.

3º “Trust Me” de Janis Joplin:
“Trust Me” é poética e mostra como Joplin se adaptava bem à variação de ritmos, não se restringindo ao blues rock. Suas músicas são referências até hoje. Sua voz marcante fez história nos anos 60 e no lendário festival de Woodstock. Acompanhada de uma nova banda, a Full Tilt Boogie Band, Janis transbordava emoção falando de amor como ninguém faz qualquer passional comover. Essa texana foi conhecida pelo jeito polêmico regado a muito álcool e drogas. Janis faz parte da lista de artistas que nos deixaram na maldição dos 27 anos. 

4º “Mercedes Benz” de Janis Joplin:

Aqui está outra da rainha do blues. "Mercedes Benz" é uma canção escrita pela própria Janis Joplin em parceria com Michael McClure e Bob Neuwirth. Na música Joplin pede ao Senhor para comprar um Mercedes-Benz, uma TV em cores e uma "noite na cidade". A música foi gravada em um take a capela no dia 01 de outubro de 1970; é um dos últimos registros musicais de Janis, que morreu três dias depois. A canção faz parte do álbum Pearl, lançado postumamente pela Columbia Records.

5º “Stairway To Heaven” de Led Zeppelin:
Composta pelo guitarrista Jimmy Page e pelo vocalista Robert Plant para o álbum ‘Led Zeppelin IV’ é considerada uma das melhores canções de rock de todos os tempos. São oito minutos de música que alternam em uma variação de volume e ritmo. A faixa foi classificada em terceiro lugar na lista feita pela VH1 em 2002 das "100 Melhores Canções de Rock", e ficou na trigésima primeira posição na lista das "500 Melhores Canções de Todos os Tempos" pela revista Rolling Stone. Em 2006, no site Guitar World os leitores escolheram o solo da música como melhor de todos os tempos. “Stairway to Heaven” é um hino do rock e precisa estar na lista de todo roqueiro que se preze. 

6º ‘Black Dog’ de Led Zeppelin:

Novamente os londrinos estão ocupando minha playlist. Composta por Jimmy Page, Robert Plant e John Paul Jones, ‘Black Dog’ foi lançada em 1971 e faz parte do disco ‘Led Zeppelin IV’, um dos melhores e mais premiados discos da banda (e também o meu favorito). Black Dog chegou a alcançar a 15ª posição nas paradas americanas. A música recebeu esse nome em homenagem a um cachorro preto que ficava entrando e saindo do estúdio enquanto o álbum ‘Led Zeppelin IV’ era gravado. 

7º “Cortez the Killer” de Neil Young:
Escrita pelo próprio Neil Young quando estudava História em Winnipeg, “Cortez the Killer” foi lançada em 1975 e faz parte do álbum “Zuma”. É uma canção simples, com grandes acordes e um baixo poderoso que aparece e desaparece quando você menos imagina para te conquistar para sempre. “Cortez the Killer” está classificada na 39º posição do ranking do “Guitar World de 100 Maiores Solos de guitarra”. E eu sou uma completa apaixonada por Neil Young, ao fechar os olhos você consegue sentir cada melodia da canção passando pelas suas veias. É fantástico.

8º “Tiny Dancer” de Elton John:
Sir Elton John por si só é um rei, e ‘Tiny Dancer’ é a rainha. Quando estava vendo o filme “Almost Famous” na cena dentro do ônibus da turnê da banda de rock fictícia eles cantam “Tiny Dancer”, e ali me apaixonei. Já havia ouvido a canção em outras oportunidades, mas naquela cena é como se completasse o momento na vida dos personagens e eu conseguia prestar atenção em cada melodia que arrepiava. Essa é uma música lançada em 1972 com letra de Bernie Taupin e Elton John. Não é um rock and roll clássico, e sim uma balada romântica e fofa, não há como não se apaixonar com o conjunto de sensações que se tem naqueles seis minutos.

9º “Venus” de Shocking Blue:
Foi "Venus" que levou a banda holandesa, ‘Shocking Blue’, ao primeiro lugar nos EUA e em cinco países ao redor da Europa. Em 1970 mais de cinco milhões de cópias foram vendidas no mundo. O responsável por escrever este single foi Robbie Van Leeuwen, guitarrista e vocalista de ‘fundo’ da banda. A voz rouca, forte, a maquiagem e as roupas de Mariska confundiam o público que se perguntava “Mariska é homem ou mulher?”. Em 1974 a banda chegou ao fim. ‘Shocking Blue’ é contagiante, irreverente, andrógena e rock n ‘ roll.

10º “Whisky in the Jar” gravada por Metallica: 

"Whiskey in the Jar" é uma canção tradicional e folclórica irlandesa. É a mais conhecida e executada da história e vem sendo gravada por artistas profissionais de todos os estilos desde a década de 1950. Em 1998, foi à vez de o Metallica gravar e levá-la a um público ainda mais amplo. Além de a música ser clássica em todos os aspectos, a banda soube fazer um clipe histórico; eu queria fazer parte daquela festa; imagina um show particular, quase intimista, do Metallica? O clipe alavancou ainda mais o sucesso de “Whisky in the jar”:



You Might Also Like

1 comentários

  1. Son leyendas musicales. Tuve mucho tiempo escuchando su música. Mi hermano descargó cientos de sus canciones al teléfono y las usó como tonos de llamada para compartirlas en Internet con los fanáticos. Es genial porque hay mucha gente que los ama.

    ResponderExcluir

Obrigada por participar do nosso Universo! Seja sempre muito bem vindo...

Acompanhe nosso Twitter

Formulário de contato