Dicas Música

As 10 músicas que não podem faltar na minha playlist!

00:30Universo dos Leitores

Como eu disse na minha resenha De A-ha a U2, de Zeca Camargo, eu não consigo definir quantas são minhas músicas ou meus artistas favoritos. Penso que tenho algo em torno de 150 músicas favoritas, aquelas que estão sempre já pré-gravadas no meu MP4. Dentre essas 150 músicas, tenho discos completos entre os “the best”. 


Selecionar 10 das minhas canções épicas e sempre presentes na minha playlist foi um dos trabalhos mais difíceis que me propus fazer, mas espero que gostem das minhas escolhas, e faço questão de voltar aqui com outros clássicos do rock que não podemos viver sem ouvir... 

1º ‘Layla’ de Eric Clapton: 
                                              
Na minha humilde opinião não existe uma música com um nome mais lindo que esse (pausa para a risada). Mas vamos pensar em “Laila”, ops, “Layla” sem tomar partido pelo nome ou cantor. Para isso, basta você colocar o vinil na vitrola, apagar as luzes, dar play e sentir a canção. No primeiro acorde tenho certeza que sua alma irá arrepiar. Não é preciso compreender a letra que está em uma língua estrangeira, para saber que é amor da primeira palavra ao último acorde da guitarra do Deus bluesman Eric Clapton. 

A canção foi gravada em 1970 pela banda de blues rock “Derek and the Dominos”, onde Clapton era guitarrista e vocalista. Ela é considerada uma das canções românticas definitivas do rock, e foi classificada na 27º posição da lista "500 Melhores Canções de Todos os Tempos", divulgada em 2004 pela revista ‘Rolling Stone’. 

Composta por Eric Clapton e Jim Gordon, “Layla” é inspirada no amor não correspondido de Eric por Pattie Boyd, ex- modelo e na época esposa do Beatle George Harrison. A versão acústica venceu o Grammy de "Melhor Canção de Rock" em 1993. 

2º “Simple Man” de Lynyrd Skynyrd: 
Lynyrd Skynyrd é uma banda de rock americana que conquistou os Estados Unidos em 1973. Infelizmente foi depois de um acidente aéreo ocorrido em 1977 que a banda ficou conhecida no mundo. Eu sou super fã dos Lynyrd’s, músicas incríveis, com melodias memoráveis. E é uma dessas canções que me conquista a cada play. 

Estou falando de "Simple Man", a última faixa do lado A do álbum de estreia intitulado “Lynyrd Skynyrd 's”. Escrita por Ronnie Van Zant e Gary Rossington, foi gravada em 1973 e é a canção mais popular da banda, ultrapassando outras duas queridinhas da jornalista que vos escreve, a deliciosa "Sweet Home Alabama" e "Free Bird". Se você ama música boa eu recomendo que ouça ao menos uma vez na vida um dos álbuns dessa banda.

3º “Trust Me” de Janis Joplin:
“Trust Me” é poética e mostra como Joplin se adaptava bem à variação de ritmos, não se restringindo ao blues rock. Suas músicas são referências até hoje. Sua voz marcante fez história nos anos 60 e no lendário festival de Woodstock. Acompanhada de uma nova banda, a Full Tilt Boogie Band, Janis transbordava emoção falando de amor como ninguém faz qualquer passional comover. Essa texana foi conhecida pelo jeito polêmico regado a muito álcool e drogas. Janis faz parte da lista de artistas que nos deixaram na maldição dos 27 anos. 

4º “Mercedes Benz” de Janis Joplin:

Aqui está outra da rainha do blues. "Mercedes Benz" é uma canção escrita pela própria Janis Joplin em parceria com Michael McClure e Bob Neuwirth. Na música Joplin pede ao Senhor para comprar um Mercedes-Benz, uma TV em cores e uma "noite na cidade". A música foi gravada em um take a capela no dia 01 de outubro de 1970; é um dos últimos registros musicais de Janis, que morreu três dias depois. A canção faz parte do álbum Pearl, lançado postumamente pela Columbia Records.

5º “Stairway To Heaven” de Led Zeppelin:
Composta pelo guitarrista Jimmy Page e pelo vocalista Robert Plant para o álbum ‘Led Zeppelin IV’ é considerada uma das melhores canções de rock de todos os tempos. São oito minutos de música que alternam em uma variação de volume e ritmo. A faixa foi classificada em terceiro lugar na lista feita pela VH1 em 2002 das "100 Melhores Canções de Rock", e ficou na trigésima primeira posição na lista das "500 Melhores Canções de Todos os Tempos" pela revista Rolling Stone. Em 2006, no site Guitar World os leitores escolheram o solo da música como melhor de todos os tempos. “Stairway to Heaven” é um hino do rock e precisa estar na lista de todo roqueiro que se preze. 

6º ‘Black Dog’ de Led Zeppelin:

Novamente os londrinos estão ocupando minha playlist. Composta por Jimmy Page, Robert Plant e John Paul Jones, ‘Black Dog’ foi lançada em 1971 e faz parte do disco ‘Led Zeppelin IV’, um dos melhores e mais premiados discos da banda (e também o meu favorito). Black Dog chegou a alcançar a 15ª posição nas paradas americanas. A música recebeu esse nome em homenagem a um cachorro preto que ficava entrando e saindo do estúdio enquanto o álbum ‘Led Zeppelin IV’ era gravado. 

7º “Cortez the Killer” de Neil Young:
Escrita pelo próprio Neil Young quando estudava História em Winnipeg, “Cortez the Killer” foi lançada em 1975 e faz parte do álbum “Zuma”. É uma canção simples, com grandes acordes e um baixo poderoso que aparece e desaparece quando você menos imagina para te conquistar para sempre. “Cortez the Killer” está classificada na 39º posição do ranking do “Guitar World de 100 Maiores Solos de guitarra”. E eu sou uma completa apaixonada por Neil Young, ao fechar os olhos você consegue sentir cada melodia da canção passando pelas suas veias. É fantástico.

8º “Tiny Dancer” de Elton John:
Sir Elton John por si só é um rei, e ‘Tiny Dancer’ é a rainha. Quando estava vendo o filme “Almost Famous” na cena dentro do ônibus da turnê da banda de rock fictícia eles cantam “Tiny Dancer”, e ali me apaixonei. Já havia ouvido a canção em outras oportunidades, mas naquela cena é como se completasse o momento na vida dos personagens e eu conseguia prestar atenção em cada melodia que arrepiava. Essa é uma música lançada em 1972 com letra de Bernie Taupin e Elton John. Não é um rock and roll clássico, e sim uma balada romântica e fofa, não há como não se apaixonar com o conjunto de sensações que se tem naqueles seis minutos.

9º “Venus” de Shocking Blue:
Foi "Venus" que levou a banda holandesa, ‘Shocking Blue’, ao primeiro lugar nos EUA e em cinco países ao redor da Europa. Em 1970 mais de cinco milhões de cópias foram vendidas no mundo. O responsável por escrever este single foi Robbie Van Leeuwen, guitarrista e vocalista de ‘fundo’ da banda. A voz rouca, forte, a maquiagem e as roupas de Mariska confundiam o público que se perguntava “Mariska é homem ou mulher?”. Em 1974 a banda chegou ao fim. ‘Shocking Blue’ é contagiante, irreverente, andrógena e rock n ‘ roll.

10º “Whisky in the Jar” gravada por Metallica: 

"Whiskey in the Jar" é uma canção tradicional e folclórica irlandesa. É a mais conhecida e executada da história e vem sendo gravada por artistas profissionais de todos os estilos desde a década de 1950. Em 1998, foi à vez de o Metallica gravar e levá-la a um público ainda mais amplo. Além de a música ser clássica em todos os aspectos, a banda soube fazer um clipe histórico; eu queria fazer parte daquela festa; imagina um show particular, quase intimista, do Metallica? O clipe alavancou ainda mais o sucesso de “Whisky in the jar”:



You Might Also Like

0 comentários

Obrigada por participar do nosso Universo! Seja sempre muito bem vindo...

Acompanhe nosso Twitter

Formulário de contato